terça-feira, 22 de dezembro de 2009

EU TE ESQUECI...

"Eu te esqueci.
Não assim como se deve esquecer alguém.
Eu te esqueci por fora.
Por dentro você ainda permanece, e me persegue.
Você está em mim, mas confesso que é defunto.
Só desperta no limiar da minha saudade.
Como naquela tarde, em que eu achei a sua foto.
Você lá, sentado, com o seu sorriso
que só você sabe sorrir.
Olhando pro lado, meio tímido, meio lindo.
E totalmente meu. Ah, passado....
E então eu senti que eu ainda te tenho aqui.
Bem pouco, é verdade, mas real.
E justamente naquela beiradinha que doía.
A beiradinha mais sensível desse coração que era seu.
Mas então você bateu a porta,
e se levou embora de mim.
Esquecendo esse pedacinho seu,
que ainda faz doer tanto a minha beiradinha.
Nem cogito a possibilidade de você voltar pra buscá-la,
é verdade.
Dispenso o resgate pra evitar o desgaste,
e as vezes é até bom que ela esteja aqui.
É o meu restinho de você, um souvenir.
É o seu pedacinho em mim.
Tudo por causa da foto.
O seu contraste branco e preto,
me fez suspirar por um minuto,
e nesse minuto eu quis fazer
seu pedacinho virar aquele todo de novo.
Mas foi também culpa da sua foto que eu não deixei.
Porque junto com o seu contraste
e o seu sorriso que me dói,
havia também o seu olhar.
Esse seu olhar de olhar pro lado,
para evitar indagações.
Para dizer educadamente: “não, eu não amo você”.
Por isso eu escondi a foto de novo,
e me tornei pedacinho outra vez.
Beiradinha que dói.
E é assim que eu sigo hoje,
fingindo que você não existe,
e mentindo que é só pedacinho..."
(Juliana Baeta)

Um comentário:

Maria L. Bózoli disse...

selinho 2010 para meu amigooooooo
Venha buscar

http://poesiasamoremio.blogspot.com/